O dilema do preço baixo versus qualidade.

AAEAAQAAAAAAAAvQAAAAJDhiMjRmZTM0LWYzODMtNGI2Ni1hNmZmLTM3MWQ3M2E1NzczNw

A qualidade e o preço são dois dos principais pontos a se levar em consideração em qualquer compra. Desde a aquisição de uma máquina de lavar ao bar que iremos no fim de semana, inevitavelmente comparamos esses dois pontos a fim de julgar qual a nossa melhor opção. Nos serviços que contratamos para nossas empresas isto não é diferente. Pretendo, neste artigo, refletir sobre essa prática cotidiana que realizamos e como isto pode impactar profundamente qualquer negócio que contrate serviços de terceiros.

Preço x prazo x qualidade

O famoso trio de conceitos é vastamente conhecido no universo dos prestadores de serviço. Destes três, na maioria esmagadora das vezes conseguimos alcançar apenas dois. Se o serviço é barato e realizado em um prazo muito apertado, a qualidade possivelmente é ruim. Se o preço é baixo e a qualidade excelente, provavelmente irá demorar um pouco mais na entrega. Se o serviço é excelente e entregue em um prazo apertado, provavelmente o preço será alto. E por que isto ocorre? Será que é má vontade de seu fornecedor?

A qualidade tem seu preço

Todos buscamos, na vida pessoal e profissional, produtos e serviços de qualidade. A grande questão é que em produtos físicos, a qualidade é mais palpável, você consegue sentir a diferença e isto justifica a discrepância do preço. Um carro popular ou uma Ferrari, uma pizza congelada ou a de uma pizzaria tradicional, uma casa de madeira ou de concreto… Em todos estes casos conseguimos sentir, quase sem sombra de dúvidas (afinal gosto é gosto, talvez alguém no mundo prefira um fusca a uma Lamborghini) qual é o melhor produto. E o preço elevado se justifica por essa diferença de qualidade, afinal a matéria prima para a construção de uma casa de concreto, a fabricação de um carro de luxo e a confecção de uma pizza de qualidade é diferente.

E em serviços?

Já em serviços esta percepção pode ser um pouco mais difícil. As diferenças qualitativas, no momento da compra, podem passar desapercebidas, ainda mais se você, contratante, não conhece a fundo o serviço contratado. Manter uma equipe de ponta, extremamente capacitada, certificada, com equipamento atualizado, motivada a dar o seu melhor para o cliente acarreta, inevitavelmente, em um custo operacional elevado, o que, por consequência, afetará o preço final. Por isto, torna-se fundamental, antes da contratação de qualquer serviço para a sua empresa, a pesquisa de reputação das vendedoras, como atendem seus clientes, como será o pós-venda, se você conseguirá utilizar todas as suas potencialidades, se o produto comporta possíveis mudanças e adaptações futuras entre tantos outros pontos a se considerar que merecem uma pesquisa caprichosa e metódica.

Concluindo

É importante aqui destacar que preço alto não é necessariamente sinônimo de qualidade. Muitas vezes o preço é uma estratégia de posicionamento de mercado, não acompanhando no quesito qualidade superior. E o inverso também é verdadeiro, muitas vezes achamos um ótimo serviço com preço abaixo do praticado do mercado. Ou mesmo, um preço alto, com qualidade alta, pode ser necessário por um prazo menor, o que, normalmente, é possibilitado por uma metodologia especializada aliada a transferência de conhecimento. Busquei neste artigo defender uma prática salutar, que possivelmente terá um impacto positivo em seu negócio se posta em prática: a pesquisa sensata. Não adianta procurar um serviço complexo, que atenda a todas as necessidades de seu negócio, com preços irrealistas em mente. Realize uma pesquisa em profundidade, contando sempre com conselhos de especialistas para contratar qualquer tipo de serviço. Afinal, se buscamos algo no mercado isto é motivado pelo seu possível retorno positivo, seja em eficiência, melhorias em gestão, novas informações e outras benesses para o nosso empreendimento. Contratando um serviço ruim, infelizmente não teremos o retorno desejado, o que pode impactar negativamente o seu negócio, fazendo-o perder dinheiro.